Segundo Pesquisa, Mercado Imobiliário Brasileiro Passa Por Momento Positivo

Atualizado: 1 de Abr de 2019



O setor de imóveis foi um dos mais impactados pela crise, e agora apresenta alguns sinais de melhoria. As pesquisas na internet por compra, venda e aluguel de unidades no Brasil tiveram uma alta de 44% no primeiro semestre quando comparada ao mesmo período no ano de 2016, segundo levando do Google. As procuras por aquisições de imóveis tiveram aumento de 71%, enquanto as buscas por aluguel tiveram alta de 21%


Segundo Adriano Nasser, líder na área de parceria estratégica do Google, ao menos 71% dos usuários começa a busca por um imóvel por sites e aplicativos. Além disso, boa parte dessas pessoas considera uma média de cinco imobiliárias ou construtoras antes de fechar negócio.


Por outro lado, alguns dados indicam que aproximadamente 40% dos consumidores brasileiros abandonam um site caso ele apresente uma lentidão de dez minutos para abrir, enquanto 29% do público que utiliza smartphones fecham o site imediatamente se ele não for responsivo, isto é, adaptado para mobile.


A pesquisa também indicou que, caso um desses problemas se repita, uma em cada cinco pessoas nunca mais voltará ao site em questão. Os dados apontam que ter bons anúncios não é o bastante, mas também a estrutura necessária para que a ferramenta seja bem utilizada.


Nasser acredita que esses comportamentos demonstram a consolidação e uma nova jornada de compra do consumidor. “Hoje, o que determina a tomada de decisão são os chamados micro-momentos, responsáveis para que uma venda, ou aluguel, se tornem realidade. Além disso o consumidor está conectado o tempo todo, com acesso direto à informação”, diz.


Quem procura uma nova residência também tem preferência por permanecer no mesmo bairro: as buscas por imóveis “próximo a mim” apontaram um crescimento de 64% em 2017.


EM